Marcas das contrastarias
Abril 18, 2016
Show all

Porque é o ouro tão valioso?

O mais maleável de todos os metais não corrói: é praticamente indestrutível. Quase sempre é encontrado em estado puro na natureza e chama a atenção pela beleza da sua cor e do seu brilho. Por todas essas qualidades, no antigo Egipto o ouro já era o material favorito para a fabricação de jóias e outros ornamentos – e, desde então, nunca deixou de estar associado a símbolos de prestígio e poder. “Sua raridade também faz com que seja extremamente valioso. Se existisse em abundância, isso não aconteceria.
O chamado lastro de ouro, como valor de referência para as moedas nacionais, porém, só foi adoptado em 1821 pela Inglaterra – antes disso, a prata era o metal monetário por excelência. Cerca de 40% do ouro mundial passou a ser reservado, então, pelos bancos centrais das nações mais ricas, como garantia de valor do seu dinheiro.

Com a depressão económica da década de 1930, o ouro deixou de ser a principal medida de riqueza de um país, mas permanece um dos investimentos mais procurados, com sua cotação publicada diariamente nos jornais.